The Fascinating Cycle of Saros Eclipses

O Fascinante Ciclo de Eclipses Saros

O próximo eclipse solar total em 8 de abril de 2024 é apenas um dos muitos eclipses que seguem um padrão conhecido como ciclo saros. Este ciclo, especificamente o saros 139, capturou a atenção de astrônomos e entusiastas de eclipses ao redor do mundo.

O ciclo saros é um padrão recorrente que se repete aproximadamente a cada 18,03 anos ou 6.585 1/3 dias. Isso equivale a 223 retornos à lua nova, que ocorre a cada 29,530589 dias.

O eclipse anterior no saros 139 ocorreu em 29 de março de 2006, quase 18 anos e 10 1/3 dias antes do evento de 8 de abril. Olhando para o futuro, o próximo eclipse neste ciclo ocorrerá em 18 anos e 11 1/3 dias, em 20 de abril de 2042. O que é intrigante é que cada um desses eclipses, apesar de ocorrerem em locais geográficos diferentes, segue o mesmo padrão em todo o globo.

O saros 139 teve início em 17 de maio de 1501, com seu primeiro eclipse aparecendo nas regiões extremamente ao norte do globo. O último eclipse desta série está previsto para ocorrer em 3 de julho de 2763, ao longo da costa da Antártica. O aspecto fascinante dos ciclos saros é que aqueles que começam no nodo ascendente da lua, como o saros 139, começam perto do Polo Norte e terminam perto do Polo Sul. Em contrapartida, os ciclos saros que coincidem com o nodo descendente da lua começam nas regiões polares do sul e terminam no norte.

À medida que a série saros 139 progride, a duração de seus eclipses centrais aumenta gradualmente. Em 8 de abril de 2024, este eclipse apresentará o eclipse solar total mais longo da série, com duração de 4 minutos e 28 segundos. Comparado ao eclipse anterior em 29 de março de 2006, que teve uma duração de 4 minutos e 7 segundos, o evento futuro será mais longo. Da mesma forma, o eclipse em 20 de abril de 2042 será ainda mais longo, com duração de 4 minutos e 51 segundos.

Notavelmente, a série saros 139 continuará a produzir eclipses solares totais mais longos nos próximos 162 anos. Prevê-se que em 16 de julho de 2186, um eclipse solar total nesta série terá a impressionante duração de 7 minutos e 29 segundos. Este eclipse estabelecerá o recorde do eclipse solar total mais longo em um intervalo de 10.000 anos, de 4000 a.C. a 6000 d.C.

A convergência única de fatores, como a alinhamento do sol e da lua e a localização do maior eclipse próximo ao equador, contribui para a raridade desses eclipses de longa duração. No caso do saros 139, cinco de seus 43 eclipses totais ultrapassam sete minutos de duração. Essa série se destaca entre as 40 séries de saros solares ativas em qualquer momento dado.

O próximo eclipse em 8 de abril marca o 30º eclipse na grande sucessão dos eclipses solares do saros 139. Com seu padrão notável e progressão contínua de eclipses mais longos, o saros 139 continua a cativar astrônomos e entusiastas de eclipses, lembrando-nos da natureza magnífica e cíclica dos eventos celestiais.

Perguntas frequentes sobre o Ciclo Saros e o Eclipse Saros 139:

1. O que é o ciclo saros e com que frequência ele se repete?
O ciclo saros é um padrão recorrente de eclipses que se repete aproximadamente a cada 18,03 anos, ou 6.585 1/3 dias. Isso equivale a 223 retornos à lua nova, que ocorre a cada 29,530589 dias.

2. Quando ocorreram os eclipses anteriores e futuros no saros 139?
O eclipse anterior no saros 139 ocorreu em 29 de março de 2006, enquanto o próximo eclipse ocorrerá em 8 de abril de 2024.

3. Cada eclipse no saros 139 segue o mesmo padrão em todo o globo?
Sim, apesar de ocorrerem em locais geográficos diferentes, cada eclipse no saros 139 segue o mesmo padrão em todo o globo.

4. Onde o saros 139 começou e onde terminará?
O saros 139 começou em 17 de maio de 1501, com seu primeiro eclipse aparecendo nas regiões extremamente ao norte do globo. Seu último eclipse está previsto para ocorrer em 3 de julho de 2763, ao longo da costa da Antártica.

5. Como a duração dos eclipses centrais no saros 139 muda ao longo do tempo?
À medida que a série saros 139 progride, a duração de seus eclipses centrais aumenta gradualmente. O próximo eclipse em 8 de abril de 2024 apresentará o eclipse solar total mais longo da série, com duração de 4 minutos e 28 segundos. O eclipse em 20 de abril de 2042 será ainda mais longo, com duração de 4 minutos e 51 segundos. A série continuará a produzir eclipses solares totais mais longos nos próximos 162 anos, e prevê-se que em 16 de julho de 2186, um eclipse solar total nesta série terá 7 minutos e 29 segundos de duração.

6. Por que os ciclos saros que começam no nodo ascendente da lua seguem um caminho diferente dos que vêm do nodo descendente?
Os ciclos saros que começam no nodo ascendente da lua, como o saros 139, começam perto do Polo Norte e terminam perto do Polo Sul. Por outro lado, os ciclos saros que coincidem com o nodo descendente da lua começam nas regiões polares do sul e terminam no norte.

7. O que contribui para a raridade dos eclipses de longa duração no saros 139?
A convergência única de fatores, como o alinhamento do sol e da lua e a localização do maior eclipse próximo ao equador, contribui para a raridade desses eclipses de longa duração. Cinco dos 43 eclipses totais do saros 139 têm mais de sete minutos de duração, distinguindo-o das 40 séries de saros solares que estão ativas a qualquer momento.

8. Quantos eclipses ocorreram na série saros 139 até agora?
O próximo eclipse em 8 de abril marcará o 30º eclipse na grande sucessão dos eclipses solares do saros 139.

Termos-chave:
– Ciclo saros: Um padrão recorrente de eclipses que se repete aproximadamente a cada 18,03 anos.
– Saros 139: Um ciclo saros específico que começou em 17 de maio de 1501 e está previsto para ter seu último eclipse em 3 de julho de 2763.
– Eclipses centrais: Eclipses que ocorrem quando a lua cobre completamente o sol.
– Nodo ascendente: O ponto onde a lua cruza a órbita da Terra em seu caminho de sul para norte.
– Nodo descendente: O ponto onde a lua cruza a órbita da Terra em seu caminho de norte para sul.