NASA’s Mars Helicopter Ingenuity Retires After Groundbreaking Flights

Ingenuity, o helicóptero da NASA em Marte, se aposenta após voos inovadores

Ingenuity tornou-se a primeira aeronave a alcançar voo controlado e motorizado em outro planeta. Porém, recentemente, após sofrer danos significativos em seus rotores, completou sua missão. Através de 72 voos, o feito impressionante abriu caminho para futuras explorações planetárias.

A câmera de navegação de Ingenuity capturou imagens que revelaram pontas quebradas em seus rotores de quatro pés de comprimento. Esses rotores são fundamentais para gerar sustentação na fina atmosfera marciana, que tem apenas cerca de um por cento da densidade da Terra. Apesar de girar suas lâminas do rotor a impressionantes 2.400 rotações por minuto e cobrir distâncias de até 2.315 pés, o voo controlado não é mais possível para Ingenuity.

O sucesso de Ingenuity vai além de provar a possibilidade de voo em Marte. Ele desempenhou um papel vital como “explorador” do rover Perseverance da NASA, trabalhando em conjunto para procurar áreas que poderiam abrigar sinais de vida primitiva no passado. Embora ainda não tenham sido encontradas evidências de vida, os robôs identificaram locais onde a vida primitiva poderia ter prosperado, como sedimentos úmidos ao longo de margens de lagos e rios marcianos.

Olhando para o futuro, a NASA está explorando o conceito de um avião compacto para Marte, que poderia atingir velocidades de até 135 mph pelo deserto marciano. O desenvolvimento de uma missão como essa se inspiraria nas conquistas inovadoras de Ingenuity. O Administrador da NASA, Bill Nelson, elogiou as realizações do helicóptero, afirmando: “Aquele helicóptero notável voou mais alto e mais longe do que jamais imaginamos e ajudou a NASA a fazer o que fazemos de melhor – tornar o impossível possível”.

Para saber mais sobre Ingenuity e os esforços de exploração de Marte da NASA, você pode visitar o site da NASA Mars 2020.

Você também pode ler mais sobre o rover Perseverance e sua missão na página da NASA Mars 2020 Rover.